Este website usa cookies para melhorar a sua experiência. Ao navegar no website aceita que os usemos. Para saber mais, por favor leia os Termos de Utilização.

Record por C-Studio

Partilhar nas Redes Sociais

Leite, Energia e Desporto
Cuidar de Ti

A meta depois da meta é a recuperação

Sair para correr de manhã, ir ao ginásio à hora de almoço, jogar uma partida de padel ou fazer um WOD ao fim do dia são para muitas pessoas objetivos diários! No entanto, a sua meta deve ser a recuperação, pois esta é indispensável para que possa voltar a treinar, sem dores nem lesões.

Publicado em 13-Jan-2020

Há alguns segredos (pré e pós treino) para uma boa recuperação:

Consulte o seu médico e um personal trainer

A atividade física mal programada é um grande risco. Nunca comece a fazer desporto sem consultar um médico e sem a orientação de um especialista. O recomendado é que quem começa a fazer exercício seja avaliado por um médico, idealmente ligado à área desportiva escolhida. Sempre que possível, pelo menos na fase inicial, peça ajuda a um fisiologista ou personal trainer para o orientarem e darem algumas dicas.

Diversifique os exercícios

Uma das chaves para evitar lesões é variar o tipo de exercícios realizado.  É importante trabalhar todos os grupos musculares. As mulheres não devem treinar só glúteos e os homens peitorais. Para ter uma boa condição física é importante trabalhar todos os grupos musculares, sejam grandes ou pequenos. Se todos os músculos, ligamentos e tendões estiverem fortalecidos garantidamente a sua postura melhorará e o seu corpo ficará mais protegido contra o impacto de um treino mais intenso.

Tenha uma alimentação adequada

Treinar é só uma parte do processo para atingir os seus objetivos. A outra metade está na escolha dos alimentos mais ajustados às necessidades do seu corpo. A máxima é bem conhecida entre os gurus do exercício físico: é essencial ingerir proteína, pois contribui para o crescimento e manutenção da massa muscular. 

Se em paralelo estiver a repor os nutrientes necessários que perdeu após o treino, terá a solução ideal.  Simplifique a sua vida e inclua na sua rotina pós-treino Mimosa Proteína, que alia ao valor nutricional do leite uma dose extra de proteína pronta a beber, sem lactose nem gordura. Para outras pequenas refeições a Mimosa tem também um snack rico em proteína e pobre em gordura e açúcar – o Mimosa Skyr. No final, os seus músculos vão agradecer!

Hidratação, hidratação, hidratação

Beber muita água é uma dica clássica e importante, mas até certo ponto antiga. Sim, manter-se hidratado é fundamental, mas sabia que depois de um treino exigente e perda de muitos líquidos devia optar por beber leite? Várias pesquisas científicas põem o leite no topo das bebidas desportivas com efeitos de exceção na recuperação física pós-exercício – oferece hidratos de carbono, fósforo e um complexo de vitaminas e nutrientes (que a água não tem e que os isotónicos contêm de forma artificial) que auxiliam o sistema nervoso e fortalecem o sistema imunitário, ajudando a gerar energia. Além disso, contém riboflavina que contribui para a redução do cansaço e da fadiga.

Alongue sempre

Não é segredo para ninguém que um bom aquecimento realizado de forma gradativa, sempre respeitando os limites do seu corpo, é meio caminho andado para a prática de uma atividade física sem problemas, pois contribui para aumentar a temperatura do corpo e consequentemente o metabolismo das células, diminuindo a “rigidez” muscular, o que ajuda a prevenir lesões. Depois, no final do treino, volte a alongar, até os músculos que acha que não usou, para evitar lesões. 

Use o equipamento certo

Quem começa a praticar uma atividade física nem sempre pensa na importância de ter o equipamento adequado. Cada modalidade pede, por exemplo, um tipo de calçado diferente.A corrida, tão em voga nos últimos anos, exige um bom amortecimento, a caminhada pede uma entressola de dupla densidade para fornecer um passeio leve, macio e confortável, enquanto o futebol pede mais sustentação… Uns ténis mal escolhidos podem trazer problemas sérios tanto nos pés, como nos joelhos, ancas e até coluna… peça ajuda antes.

O descanso é fundamental

Já ouviu falar da síndrome de overtraining? Acontece quando um atleta faz mais exercícios do que a recuperação do seu corpo permite. Os sinais de que está a exagerar podem incluir, entre outros fatores, perda de energia, fadiga frequente e a sensação de que as suas pernas estão pesadas e, é claro, uma lesão. Para evitar esses contratempos, pense que o descanso faz parte do treino (geralmente são necessários dois dias para se recuperar de treinos mais intensos). Lembre-se de que o seu corpo precisa de tempo não só para evitar lesões, mas também para crescer em massa muscular. E durma no mínimo 7-8 horas diariamente, porque a falta de sono enfraquece o nosso sistema imunitário, deixando-nos mais suscetíveis a doenças e lesões.

Perceba os sinais que o seu corpo dá

As dores sentidas no pós-treino até podem soar a benéficas e a consequência de um treino bem feito, mas nem sempre é assim. Sentiu uma dor? Não force e procure saber a causa junto de um especialista. Aprenda a respeitar os limites do seu corpo e volte a ler este artigo do início!

Um alimento elementar em qualquer dieta equilibrada e variada

Boas razões para beber leite - Proteínas

Mimosa Passeio da Família Março 2019